História da música Sertaneja!


 A música Sertaneja surgiu ainda na década de 10.

O pioneiro desse movimento foi o jornalista e escritor Cornélio Pires que costumava trazer para os grandes centros os costumes dos caipiras. Desde encenações teatrais à cantores de estilos como o Catira, etc...

Em 1912, Cornélio lançou um livro chamado Musa Caipira, que trazia versos típicos.

No início da década de 20 uma instituição liderada por Mario de Andrade promoveu uma semana para divulgação da arte brasileira, onde pela primeira vez foi montado um grupo intitulado de sertanejo, com instrumentos simples como a viola caipira, misturando alguns ritmos como o Catira, Moda de Viola, Lundu, Cururu, etc...Valorizando ainda mais o trabalho de Cornélio Pires.


O primeiro registro de um grupo de música Sertaneja foi datado de 1924 (A Turma Caipira de Cornélio Pires), formada por violeiros como Caçula e Sorocabinha, e alguns outros tão importantes da época.

Agora o primeiro registro fonográfico do estilo, deu-se em 1929 quando Cornélio Pires desacreditado pela gravadora Columbia resolveu bancar do seu próprio bolso a gravação e edição do primeiro álbum, que em poucos dias de lançamento esgotou-se nas lojas.
Começava daí o interesse pelo estilo por parte das gravadoras.
Assim como na música Country americana, uma gravadora que se interessou pela geração desse trabalho foi a RCA-Victor que convidou o violeiro Mandy para montar um outro grupo intitulado Turma Caipira da Victor, nascendo uma concorrência sadia entre os dois grupos e as duas gravadoras.

Já com inúmeros adeptos e crescendo a cada ano mais e mais, no final da década de 20 começou a surgir as primeiras duplas como Mariano e Caçula, Zico e Ferrinho, Sorocabinha e Mandy, na maioria violeiros das turmas do Cornélio e da Victor.

Na década de 30 surge, sem dúvida, uma das mais importantes duplas sertanejas de todos os tempos (Alvarenga e Ranchinho) que além de tudo eram muito alegres e engraçados. Uma curiosidade sobre a dupla é que de tanta "descontração" foram presos pelo governo de Getúlio Vargas.

E muitas outras duplas formaram-se, algumas trazendo a tristeza do sertanejo no peito, outras mostrando o lado alegre do caipira, etc...

No ano de 1939 a dupla Raul Torres e Serrinha inovaram introduzindo à música sertaneja o Violão.

Mais para frente Raul Torres e Serrinha inovaram novamente criando o primeiro programa de rádio dedicado a música sertaneja, transmitido pela Record com a participação de José Rielli, o programa chamava-se Três Batutas do Sertão.

Surgiram vários nomes importantes da música sertaneja, e o movimento que até então era apenas do eixo São Paulo-Minas Gerais, passou a se expandir por todo o país, nascendo influências regionais como as do Rio Grande do Sul, Goiás, Pernambuco estado de Raul Torres, Mato Grosso, etc...

Hoje em dia para qualquer lado que se olhe existe um representante da música sertaneja, que deixou de ser um tributo aos sentimentos do homem do campo para se tornar sinônimo de cifras e grande espetáculos, onde a última coisa que se ouve é o dedilhar de uma viola tocada pelas mãos calejadas da enxada e o puro sentimento ingênuo dos homens e mulheres dessas regiões.

quinta 26 abril 2007 20:36


Músicas Sertanejas! Bruno e Marrone


Choram as rosas

Bruno e Marrone

 

Choram as rosas
Seu perfume agora se transforma em lágrimas
Eu me sinto tão perdido,
Choram as rosas
Chora minha alma
Como um pássaro de asas machucadas
Nos meus sonhos, te procuro
Chora minha alma

Lágrimas, que invadem meu coração
Lágrimas, palavras da alma,
Lágrimas, a pura linguagem do amor

Choram as rosas
Porque não quero estar aqui
Sem seu perfume
Porque já sei que te perdi
E entre outras coisas
Eu choro por ti

Falta seu cheiro
Que eu sentia quando você me abraçava
Sem teu corpo, sem teu beijo
Tudo é sem graça

Lágrimas, que invadem meu coração
Lágrimas, palavras da alma,
Lágrimas, a pura linguagem do amor

Choram as rosas
Porque não quero estar aqui
Sem seu perfume
Porque já sei que te perdi
E entre outras coisas
Eu choro por ti

Choram as rosas
Porque não quer estar aqui
Sem seu perfume
Porque já sei que te perdi
E entre outras coisas
Eu choro por ti

quinta 26 abril 2007 20:46


Amor De Ping Pong


E esse amor de ping-pong
De pega-pega esconde-esconde
Paixão maluca proíbida
E tão doída se fica longe (2x)

Eu não quis assim
Ela também não
Mas aconteceu , coisas do coração
O seu olhar no meu
O meu olhar no seu
Inocente paixão
Vem me dar um beijo
Mata essa saudade
Que eu já estava louco , louco de vontade
De te amar de novo
Fazer do nosso sonho uma realidade.

E esse amor de ping-pong
De pega-pega esconde-esconde
Paixão maluca proíbida
E tão doída se fica longe (2x)

Eu não quis assim
Ela também não
Mas aconteceu , coisas do coração
O seu olhar no meu
O meu olhar no seu
Inocente paixão
Vem me dar um beijo
Mata essa saudade
Que eu já estava louco , louco de vontade
De te amar de novo
Fazer do nosso sonho uma realidade.

E esse amor de ping-pong
De pega-pega esconde-esconde
Paixão maluca proíbida
E tão doída se fica longe (2x)

quarta 30 maio 2007 20:58


Amor Bandido


Hoje, quando eu acordei
Olhei pra mim e perguntei
Aonde foi que eu me perdi?

Sozinho, eu sai da casa dela
Acho que briguei com ela
Lembro que foi bem assim.

Depois, que brigamos fui embora
Decidi naquela hora
Tomar uma pra esquecer.

Coração apaixonado mais bandido
Encontrou outro ferido e era linda de morrer.

Eu nem me lembro, como foi que terminou
Se a gente fez amor ou só falou de solidão
Só sei que agora
Eu estou tão dividido
Acordei fiquei perdido, com o coração na mão.

Tanta paixão, loucura que não passa
Amor bandido e solidão é uma ressaca
Tanta paixão, loucura que não passa
Amor bandido e solidão é uma ressaca.

quarta 30 maio 2007 21:11


Como Eu Te Amo


tão perto e tão distante de mim
é certo que eu me apaixonei
e tudo fiz por essa paixão
eu me arrisquei demais na ilusão
que voce bem queria tambem

voce é tão fulgaz no sentimento
com essa indiferença voce teima em machucar
estamos quase a beira do fim
por que voce não olha pra mim
põe de vez essa cabeça no lugar
só quero te dizer que o meu coração
está pedindo atenção
como eu sinto a sua falta
só quero te dizer que isso pode mudar
basta a gente se acertar e viver esse amor
como eu te amo
não vivo sem voce

quarta 30 maio 2007 21:18


|

Abrir a barra
Fechar a barra

Precisa estar conectado para enviar uma mensagem para sertanejo

Precisa estar conectado para adicionar sertanejo para os seus amigos

 
Criar um blog